sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Adeus 2010

Adeus ano velho! Tem início mais um ano. Há muitas expectativas em relação a 2011. Assume a primeira presidenta do Brasil e uma nova equipe de governo. Também assume o novo governo do Estado da Paraíba, assim como, os parlamentares estaduais, federais e senadores.
Em 2011, no âmbito da política, é um recomeço. 
E na vida pessoal? Cada um de nós tem suas aspirações, sonhos que não foram realizados no ano que passou e esperamos concretizá-los no novo ano. A cada ano renasce a esperança e uma mudança de vida vai se realizando. Porém, qualquer mudança exige de nós atitude, vontade de buscar melhorias, de aperfeiçoar o modo de viver em todos os aspectos, quer seja familiar, social ou profissional. Mas, a maior mudança que se deve esperar é viver intensamente o amor entre os nossos relacionamentos em 2011. 
Em 2010, quantas vezes negligenciamos o amor? Que neste novo ano, possamos nos entregar mais a esse sentimento tão importante que é a base das relações sociais e espirituais. 
Ame a Deus com toda intensidade. Ame a si mesmo, cuide do seu corpo, faça exercícios, alimente-se com moderação, divirta-se, sorria. Ame seus familiares: esposo, esposa, filhos, pais, irmãos. A família é bênção de Deus para nossas vidas. Ame seus amigos e ame o que você faz.
Se entrarmos 2011 com essa atitude, certamente teremos um ano muito feliz!
Até 2011!!!!!!    

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

As ovelhas negras do HULW

A gestão do serviço público representa hoje um grande desafio para o gestor. Muitos gerentes estão percebendo que há uma nova tendência de comportamento dos colaboradores. Evidentemente que, todos querem ser felizes no trabalho. Mas, para que isso aconteça é preciso que todos tenham um tratamento respeitoso, justo e digno. Isso é um requisito básico em qualquer organização.
No entanto, não é o que tenho observado como gestor no Hospital Universitário Lauro Wanderley, diante da postura de alguns profissionais que não se encontram compatíveis com as relações de trabalho nas organizações modernas.
É óbvio que não se pode mais tolerar atitudes arbitrárias, de pessoas que se consideram "donos" da instituição e tratam os servidores como se fossem empregados seus. O que nos chama mais atenção é que esse tipo de gente, não possui compromisso com a instituição, não cumpre o horário de trabalho, só sabe falar negativamente dos gestores e demonstra claramente incompetência naquilo faz.
Diante desse quadro, os gerentes, que sempre foram os responsáveis pela condução e manutenção da qualidade do clima organizacional e das relações de trabalho nas suas áreas, têm um grande desafio perante sua equipe, o de impedir que essas maus profissionais não deteriorem as relações de trabalho, sob o risco de fazerem surgir um clima de insatisfação e de conflitos.
O Hospital Universitário é maior do que essas pessoas conflituosas que vêem a política em tudo que faz, que vêem perseguição em qualquer ato administrativo, mas que não tem consciência de que é um servidor público  e deve compromisso com o usuário que lhe paga seus altos salários, através dos impostos.
Portanto, o HU necessita de lideranças capazes de conduzi-lo rumo a seus objetivos estratégicos, tentando superar suas dificuldades para cumprir sua missão e visão. O HU é de todos para servir a todos com compromisso, responsabilidade e competência. 

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Acredite em Você

Olhe para Jesus!

Em  nossa vida sempre encontramos alguém que sentimos admiração, as vezes essa admiração é tão grande que consideramos essa pessoa uma referência, seja profissional, social, religiosa ou familiar. Esse termo referência indica que a pessoa é um exemplo, um modelo de vida na qual nos espelhamos, o nosso referencial.
Quem tem sido o seu referencial? Para onde você dirige seu olhar para identificar pontos vulneráveis em sua vida?  A Bíblia nos ensina que o nosso olhar deve estar voltado para Jesus (Hb 12:2), porque Ele é o autor e consumador da fé.
Portanto, Jesus deve ser nosso referencial. Olhe para Jesus! Aplique na sua vida seus ensinamentos. Se você quer aprender o que é amor, olhe para Jesus, porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito para que todo aquele Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna (Jo 3:16). Se você quer aprender o que é liderança, olhe para Jesus. Ele foi o maior líder de todos os tempos, seus princípios de liderança são ensinados nas universidades de administração. Ele é uma referência. 
Se você quer aprender a servir, olhe para Jesus. Ninguém serviu as pessoas como Ele, alimentou o povo faminto, acolheu os necessitados, lavou os pés dos seus discípulos, Ele fez maravilhas. 
Se você quer aprender orar, olhe para Jesus. Ele ensinou a mais bela oração "O Pai nosso" e a "Oração Sacerdotal" e nos deu exemplo de uma vida de oração.
Quando olhamos para Jesus, nosso referencial, temos a certeza de que não seremos decepcionados. Olhando para Jesus podemos caminhar nossos passos de maneira firme, mais seguros, mais atraentes, mais prazerosos, mais entusiasmados. 
Quando olhamos para Jesus, tudo se torna mais fácil, a satisfação sentida é bem maior, seguimos em frente sabendo que ao final contemplaremos com muita alegria o nosso sucesso, a nossa bênção. 
Quando olhamos para Jesus, nossa fé é fortalecida, nossa esperança é renovada, nossa dúvida é cessada, nosso anseio é satisfeito. Jesus, como nosso referencial, somos felizes e desfrutamos da vida abundante ainda no presente viver.
Você que encontrar a razão de sua vida? Olhe para Jesus!

domingo, 26 de dezembro de 2010

Viver entusiasmado

Você sente-se um vencedor? Acredita que está preparado para enfrentar os grandes desafios em 2011? Você está entusiasmado para lutar e conquistar seus sonhos? Todo vencedor é entusiasmado, porque ele age com determinação para fazer acontecer, conforme planejou. A pessoa entusiasmada, ela acredita em si mesma, acredita nos outros e acima de tudo acredita no poder de Deus para capacitá-lo a ser mais que vencedor.
Mas, só há uma maneira de ser entusiasmado. É agir entusiasticamente! Como? Ninguém nasce entusiasmado. É verdade, é preciso aprender e são as experiências da vida e a vontade de aprender cada lição que nos vai mostrando a necessidade de vencer. Portanto, aprenda a se interessar pelas pessoas, seja útil; aprenda a ouvir; dê sua opinião quando lhe pedirem; cumprimente as pessoas com alegria, olhando em seus olhos; seja cordial, amável, sincero, elogie as pessoas, não faça críticas destrutivas; evite o confronto, contorne-as com sabedoria; arrisque-se, Deus não nos deu espírito de covardia ou de medo, mas esteja preparado para tudo e, principalmente, para viver a vida com qualidade, faça tudo com amor. Essas coisas não são adquiridas pelo DNA. É uma atitude que se aprende com o desejo de mudança, de viver com entusiasmo.
É tempo de refletir sobre a própria vida. Um novo ano se aproxima. Que tal assumir uma postura de entusiasmo em tudo que fizermos. Mas, não seja daqueles que ficam esperando ter as condições ideais para tomar a iniciativa, se for assim, jamais se entusiasmará. Lembre-se, não é o sucesso que traz o entusiasmo, é o entusiasmo que traz o sucesso, uma nova visão da vida. Então, como vai seu entusiasmo pelo seu trabalho, pela sua família, pelos seus filhos, por seu país e por sua missão nesta terra?
Abaixo citaremos algumas sugestões que poderão redimensionar sua visão sobre o entusiasmo:
1. Afaste-se de pessoas negativas, pessimistas que vêem o mundo sempre de óculos escuros.
2. Valorize suas idéias. Acredite no seu potencial e lute por elas com entusiasmo.
3. Não tenha a visão da intolerância ou do preconceito, mas tenha a visão da inteligência. Abra os olhos para o horizonte de paz, aprenda a perdoar, ninguém é perfeito, aprenda a amar e se entregar inteiramente ao amor.
4. Não reclame, não fale mal das pessoas.
5. Sorria! Quando acordar, sorria e agradeça a Deus. Exercite sempre a alegria, ria de si mesmo, se for o caso, mas sorria! Seja bem humorado!
6. Busque a sabedoria e o conhecimento e a janela da felicidade se abrirá para você.
7. Seja sempre alguém disposto a colaborar com os outros.
8. Invista em você e movimente-se. Entusiasmo é ação! 
Portanto, é necessário assumir uma postura de vida diferente da que você tem vivido. Acredite em si mesmo, creia no amor de Deus seu ajudador e construa o sucesso transformando sua realidade. Seja entusiasmado com sua vida!

sábado, 25 de dezembro de 2010

Então, é Natal!

Então, é Natal! A festa em que o mundo cristão comemora o nascimento do  menino Jesus. Mas, o que de fato representa o natal no imaginário da nossa sociedade? Andando pelas cidades pode-se observar que se trata da festa das luzes, as casas, as lojas, as praças ficam enfeitadas com o brilho colorido das luzes que piscam. As luzes nos faz lembrar o brilho da estrela que apontou o caminho onde se encontrava o menino de Jesus, quando os três reis magos estavam a sua procura.
Mas, ainda no imaginário popular o natal é um momento especial de confraternizações, de troca de presentes, as ruas ficam intransitáveis, as lojas e os shoppings repleto de pessoas a comprar o presente de natal. É o consumismo na sua essência. Além disso, as figuras do imaginário popular se destacam e algumas são até exaltadas, a exemplo do "papai Noel", o bom velhinho que distribui presentes para as criançinhas. Os outros elementos do imaginário do natal são a árvore de natal e o presépio. Festa de natal sem esse contexto na sociedade ocidental, não é natal.
Todavia, para o cristão verdadeiro, o que representa o natal? O profeta Isaías diz que "um menino nos nasceu, um filho se nos deu" Is 9:6. O natal é um presente de Deus, representado pelo menino chamado EMANUEL, que veio ao mundo sem opulência, sem luzes, sem enfeites, mas havia presentes, sim. O mais importante dos presentes. Aliás, o único que o Aniversariante continua esperando de nós: o Louvor que o Glorifique! Na biografia de Jesus narrada por Lucas diz que uma grande multidão do exército celestial apareceu com o anjo, louvando a Deus (Lc 2: 13-14). Que coisa incrível! Que visão extraordinária! Deve ter sido algo lindo, maravilhoso e indescritível. Envolta de Jesus, encontravam-se os seus pais, alguns pastores e animais que estavam do estábulo testemunhando o maior acontecimento da humanidade.
Logo após, chegaram para homenagear o Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz, os três reis magos que lhe trouxeram ouro, incenso e mirra (Mt 2:11).
Jesus nasceu! Seu nascimento é motivo de louvor e de alegria, porque Ele é o Sacerdote que intercede por nós e ofereceu-se gratuitamente para o perdão dos nossos pecados e nos dar a vida eterna. 
Desde que Jesus nasceu o mundo não foi mais o mesmo. Mas, Ele ainda não nasceu nos corações de muita gente, principalmente daquelas que vêem o natal apenas como um momento de se alegrar com troca de presentes e farta mesa para se alimentar. Onde Jesus nasce transforma corações e uma nova pessoa nos tornamos, porque a mudança é interior e as virtudes do Espírito Santo são manifestas em nossas atitudes: amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio.
Com Jesus não é preciso desejar feliz natal, porque a felicidade mora no coração onde Jesus já nasceu. Portanto, sempre é natal!   

domingo, 5 de dezembro de 2010

A semeadura

Há um ditado popular que diz que "tudo que se planta colhe". O que temos plantado ao longo da nossa vida? O que esperamos encontrar na hora da colheita? Você já parou para pensar nisso? O que esperar como produto de suas ações no futuro?
Jesus no ensinou a parábola da semeadura que retrata, no sentido figurativo ou simbólico, a nossa vida. Se lançarmos por onde andarmos boas sementes, com certeza teremos uma grande colheita no futuro, é só esperar o tempo da colheita. Porque para tudo neste mundo há um tempo definido: tempo de semear e tempo de colher. Ninguém escapa dessa lei natural.
O problema é que muita gente, enquanto jovem, cheio de vigor, saúde e fantasias, esquece desse princípio básico da vida. As vezes até pensa em plantar qualquer coisa, mas pela falta de maturidade ou insensatez colherá fruto de suas ações e o que encontrará? Árvores secas, sem sombra, sem frutos. Todavia, não podemos esquecer que o tempo não para e podemos mudar nossa maneira de viver e procurar semear novas sementes ao nosso redor, mas talvez não tenhamos mais oportunidade de colher os novos frutos.
O melhor momento de semearmos boas sementes que produzirão árvores frondosas e frutos é exatamente quando estamos em paz, sem angústias, sem aflições, sem desespero, sem sentimento de culpas. Quando nossa mente está limpa, nosso coração cheio de amor, nossa alma ardente de desejos de conquistar, é o momento de semear sementes de amor, compreensão, paciência, bondade, alegria, fidelidade, mansidão, paz, esperança e fé.
O Senhor Jesus, através do Espírito Santo, é o nosso consultor para assuntos de semeaduras.  Sem Ele, não podemos semear boas sementes. É preciso estar enxertado na árvore que é Jesus, a fim de produzirmos bons frutos e boas sementes. Ele conhece você em profundidade. Ele sabe a ocasião certa, o lugar adequado, o tempo propício para você lançar sua semente. O Senhor pode usá-lo como instrumento nesse processo de semeadura. Você semeia, Ele rega, aduba e faz com que essa semente cresça em sua plenitude.
Lance a sua semente com amor e fé e colha bons frutos.

sábado, 4 de dezembro de 2010

O milagre

O que você daria a Deus por um milagre? Quanto custaria um milagre em sua vida? Certamente que não estou falando de dinheiro, porque um milagre não tem preço, na perspectiva humana. Todavia, o milagre tem um valor fenomenal que envolve a fé e o amor. As vezes deixamos de receber uma bênção, porque achamos que a única coisa que podemos dar a Deus é dinheiro, como se Deus precisasse do nosso dinheiro ou de riquezas, afinal Ele é o dono do ouro e da prata, tudo que existe foi Deus que criou, logo Ele é Senhor de tudo. É um equívoco pensar que, quando não temos dinheiro suficiente, não temos nada para dar. Na verdade, somos devedores de todas as pessoas que nos cercam, sim, devemos o amor que cada um merece receber de nós. Assim como, Deus amou ao homem de tal maneira que veio a este mundo, a fim de que, pela pregação do Evangelho, todo aquele que crê e se converter dos seus caminhos maus, sejam novas criaturas e considerados filhos de Deus.
Por outro lado, há pessoas que pensam que podem comprar as bênçãos do Senhor, mas como ela não está a venda, acabam se iludindo e enriquecendo os espertos da exploração da fé alheia. Sabe-se que em muitos lugares há igrejas com portas abertas oferecendo bênçãos, prosperidade e milagres em troca de dinheiro. É a fé comercializada nas esquinas da nossa cidade, mas não é este o ensinamento de Cristo. Pelo contrário, Ele valorizou a atitude de amor e alegria pelo reino de Deus, a exemplo da oferta da viúva e do publicano Zaqueu. Jesus considerou não a quantia oferecida, mas a atitude de amor. Qual tem sido sua atitude perante a causa do Evangelho?
Se sua atitude for de amor ao Reino de Deus, se você tem desejo ardente de ser uma bênção e um canal de milagres para Deus, com certeza muitas coisas o Senhor fará em sua vida para a Glória do Seu Nome.

domingo, 28 de novembro de 2010

Por quê?

Como você tem enfrentado os problemas do dia-a-dia? Você é daqueles questionadores que procura por a culpa em alguma coisa ou em alguém? Qual tem sido sua atitude? Será que você tem confiado plenamente na palavra do Senhor que nos assegura que em Cristo somos mais que vencedores?
Muitas vezes deixamos de usufruir as bênçãos de Deus simplesmente porque colocamos o nosso foco no problema, achamos isso e aquilo e temos a mania de pensar que somos capazes de sozinhos resolvermos as situações conflituosas e intempestivas. 
Parece até que as nossas lutas são maiores que o nosso Deus, o que não é verdade. Deus afirma em sua Palavra que teríamos problemas enquanto vivermos neste mundo, mas que deveríamos ter bom ânimo, porque Jesus Cristo venceu o mundo. Isso significa que em Cristo temos a certeza de que venceremos, não importa o que possa acontecer. Deus está conosco. Ele nunca nos abandonará no barco, mas Ele acalma a tempestade. Cabe a nós, nesse processo de enfrentamento do problema, esforçarmos e termos ânimo, porque o resto é por conta do nosso Senhor.
Quem confia em Deus, não pode se deixar abater por qualquer problema que lhe aparece, seja pequeno ou grande, não importa. Deus é poderoso e maior do que nossos problemas. Ele caminha sobre as águas turbulentas em nossa direção para nos auxiliar e acalmar os ventos fazendo vir uma suave brisa em nosso favor. Não há Deus como o nosso Deus, que trabalha por aqueles que Nele espera.
Portanto, meu irmão, se as lutas te amedrontarem, entregue suas preocupações nas mãos do Senhor. Se o teu futuro é um mistério que te assusta, descansa nos braços do Senhor, Ele vai adiante de ti abrindo as portas e limpando o teu caminho para andares seguro. Se te julgas incapaz de alcançar a vitória, deixa o Senhor conquistar a vitória por ti e Glorifica o nome Dele!
Coloca tudo no altar de Deus e sede agradecido mesmo que não estejas enxergando a luz no final do túnel, mas pela fé, creia que Deus tem o melhor para você.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Motivação de mão dupla


O presente século se caracteriza pela era do conhecimento em todas as áreas e da valorização do ser humano. Aliás, nunca se publicou tanto a respeito dessa temática no mundo corporativo. Mas, o que nos chama a atenção nesse cenário é que o conhecimento e valorização humana no trabalho não têm efeito positivo se não houver motivação.
Para conseguir profissionais verdadeiramente empenhados, além do treinamento é preciso que ele esteja motivado. Quando se trabalha com profissionais motivados, todos ganham no ambiente organizacional, do contrário todos perdem o colaborador, a equipe de trabalho e a organização. Por essa razão, muitos investimentos são aplicados nas corporações para mover os profissionais ao sucesso. Porém, para se obter resultado satisfatório é preciso o envolvimento das duas partes: a empresa e os profissionais.
O papel estratégico da empresa é desenvolver ações direcionadas a motivação do pessoal. Ela tem que tomar a iniciativa de promover os meios necessários para estimular o crescimento motivacional entre os parcipantes da corporação. Por outro lado, cabe aos colaboradores fazer a sua parte no processo de construção de um clima organizacional motivador. Assim, para que de fato se concretize as ações motivacionais, é preciso que o colaborador esteja engajado e comprometido com o que faz. É necessário identificar os colaboradores que demonstram vontade e interesse de participar dos resultados da empresa.
De forma que, é preciso estar atento às necessidades e ao desempenho da equipe, a fim de criar oportunidades para reconhecer o trabalho dos colaboradores. 
Em todo momento, sempre é tempo de expressar palavras de estímulo e reconhecimento, por exemplo: parabéns! muito obrigado! eu sabia que você conseguiria! Numa época de grande competitividade temos que criar laços que una e conquiste o colaborador para fazer parte do todo corporativo na busca da excelência. 

domingo, 14 de novembro de 2010

Vitória

Todos nós desejamos ser vitoriosos, de tal forma que se busca a todo custo vencer, seja na profissão, nos estudos, no esporte, em qualquer área onde estejamos envolvidos ansiamos vencer. É vencer ou vencer!
Mas, a vitória em si mesma, não significa nada se não houver uma vida dependente de Deus. Viver na dependência de Deus exige disciplina e contínua comunhão com o Senhor, através da Oração e leitura das Escrituras. Temos tido a atitude de buscar na Palavra de Deus, o alimento diário que fortalece a nossa fé e nos dá esperança? Temos procurado manter um relacionamento íntimo com o Senhor ou só buscamos a Deus quando queremos alcançar uma grande vitória?
Em Cristo Jesus somos mais que vencedores, mas quando colocamos no altar de Deus a nossa vida, nossas ansiedades e sonhos. Entregar-se a Deus é um ato de fé e total confiança que Deus fará em nós, conforme os seus propósitos. Essa ação produz em nós esperança e a esperança produz paciência por Sua resposta, dessa forma não corremos o risco de tomar uma atitude precipitada ou equivocada. Podemos ter a certeza de que receberemos as bênçãos de Deus no devido tempo, porque Deus tem o melhor para nós e todas as coisa cooperam para o bem daqueles que amam a Deus.
Por essa razão, não devemos relaxar na fé, mas persistirmos numa vida de oração e leitura da Escritura, a fim de mantermos a verdadeira alegria no Senhor e desfrutarmos da vida abundante no amor de Deus. Essa é a vitória que vence o mundo, a nossa fé traduzida numa vida de amor, esperança, paciência e conhecimento de Deus.
Os filhos de Deus são vitoriosos porque têm prazer em ouvir os ensinamentos do Pai, alegram-se por estar na presença do Senhor e se sentem felizes por terem recebido a Graça imerecida. Se você quer ter uma vida vitoriosa com propósito, deixe que o Senhor a governe, buscando em oração e no estudo da Palavra de  Deus o caminho que conduz a vitória plena.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

O Brasil de Dilma e dos brasileiros

A partir de janeiro de 2011, começa uma nova era na política do Brasil. Assume a primeira mulher presidenta da história do Brasil, Dilma Rousseff. Após quatro meses de uma campanha acirrada com o tucano José Serra do PSDB em que a tônica dos debates era as denúncias de corrupção e escândalos. Mas, tudo acabou.
Durante a campanha faltaram propostas concretas relacionadas a temas importantes à nação. A vitória de Dilma nas eleições mostra a força da popularidade do Presidente Lula que elegeria qualquer candidato que escolhesse. Mas, porque Dilma Rousseff? Não poderia ser outro medalhão do PT? Até poderia, porém Dilma despertou a graça de Lula pela força da sua personalidade e foi ungida por seu mentor para sucedê-la. Como ministra da Casa Civil demonstrou austeridade, seriedade e autoritarismo em suas decisões. Talvez essa característica sisuda e de temperamento forte tenha dificultado o início da campanha que precisou ser trabalhado para uma postura mais moderada, até seu visual mudou, ao ponto de chamarem "Dilma paz e amor", uma alusão a época de Lula, quando candidato a presidente "lulinha paz e amor".
A presidenta eleita precisa avançar com propostas concretas na área da economia, nas reformas da previdência, tributária e política. Ela tem dois meses para fazer uma transição de governo tranquila e elaborar um programa de governo para desenvolver nos próximos quatro anos e sair da sombra de Lula, demonstrar que o povo pode confiar no voto que lhe concedeu vitória nas eleições 2010.
Sabe-se que as coisas devem continuar mais ou menos como estão, pelo menos no começo do governo, mas provavelmente, ela deverá impor mudanças, não se sabe ainda em que área, porque não se tem um programa efetivo de governo. Com tantas dúvidas sobre o que virá, o que nos tranquiliza é que o mercado financeiro continua estável com autonomia não-formal do Banco Central e câmbio flutuante. Vamos esperar e dar um crédito de confiança no governo que se instalará a partir de 2011.

domingo, 24 de outubro de 2010

Vitória para a eternidade

Vitórias e conquistas são aspirações de todos nós. Alguns usam até a expressão, vencer ou vencer! para indicar que só resta a vitória. Ter sucesso profissional e ser bem sucedido nas diversas áreas da vida estão ao alcance de todos que o buscam, porém o que adianta ganhar o mundo inteiro, ou seja, ter tudo o que se deseja, mas perder a vida eterna.
A vida do homem não se resume apenas as coisas que lhe acontecem no presente momento, mas vai além daquilo que ele pensa. Na realidade, existe uma vida paralela que nos acompanha em direção a eternidade. Como anda sua vida espiritual? Você reconhece essa possibilidade ou acredita que sua vida é limitada apenas a matéria física?
A Bíblia nos ensina que há um nova vida para aqueles que crêem em Jesus Cristo, o 
Deus vivo encarnado que se revelou ao homem, ensinou as boas novas do Evangelho da Graça, viveu o amor na sua plenitude, foi humilhado, rejeitado, morto, mas ressuscitou. Temos buscado na Palavra de Deus, o alimento diário para nossa vida? 
Quando o homem entende pela fé a obra redentora de Jesus, ele coloca no altar de Deus as suas dúvidas, necessidades, sonhos e esperanças, na certeza de que Deus está no controle da sua vida no presente e no futuro, porque nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, isso nós dar segurança de que a nossa vida não termina com a morte física. 
Porém, não podemos relaxar e deixar a vida nos levar, como uma folha seca caída no chão, é preciso viver na fé e na obediência a Palavra de Deus que nos instrui na oração e na leitura das Escrituras, para não perdermos a alegria verdadeira do Senhor em nossa vida, para desfrutarmos da vida abundante que para nós foi preparada e experimentarmos as grandes coisas que Deus tem feito em nossa vida para Glória do Seu Nome. Na verdade, os nascidos de Deus sentem alegria em ouvir os ensinamentos do Senhor, regozijam-se por estar na presença do Deus e se sentem felizes pelo privilégio de conversar com Deus em oração, em todo o momento.
Para ter uma postura de vencedor, deixe que Jesus cuide da sua vida, busque a Ele em oração e procure conhecê-lo, através da sua Palavra escrita, a Bíblia.

domingo, 17 de outubro de 2010

Jesus é a minha alegria!

A alegria é um sentimento que se expressa pelo contentamento, sorriso, prazer por algo que nos faz bem, do ponto de vista físico ou emocional. As pessoas buscam a alegria de diversas formas, mas na maioria das vezes essa alegria dura pouco e traz consequências danosas para a vida.
No entanto, a genuína alegria é serena, calma, tranquila, abundante e saudável. Essa alegria podemos encontrar nas pessoas que têm um relacionamento com Deus, contrariando o pensamento de muitos que acham que os cristãos são pessoas que vivem a vida sem motivação, controlada por regras e disciplinas, não pode isso, não pode aquilo, tudo é pecado! Ou seja, leva a vida cercada pelos princípios religiosos que escravizam e aniquilam a alma.
É preciso quebrar esse paradigma. O cristão autêntico tem a alegria do Senhor no coração que liberta da opressão e da tristeza, porque em Cristo passamos a ter uma vida nova, plena de alegria e felicidade, repleta de lutas, mas de muitas vitórias e bênçãos. Me lembro de um cântico que diz: "a alegria está no coração, de quem conhece a Jesus". O conhecer a Cristo e obedecer sua palavra nos proporciona a verdadeira alegria que não tem fim. Quando estamos andando em comunhão com Deus, nosso coração sempre estará cheio da alegria no Espírito Santo que habita em nós. Mas, como isso acontece? Muitos não entendem a mudança que ocorre na vida de quem conhece a Jesus, porque onde houver novo nascimento, aí há uma vida transformada de dentro para fora. Esse é um mistério da Graça Salvadora de Jesus Cristo, através do Espírito Santo.
Andar com Cristo, viver o evangelho no dia-a-dia da nossa existência nos proporciona uma alegria que só quem o experimenta pode tentar explicar. Eu me alegro no Senhor, porque a sua Graça me alcançou e me deu uma nova visão. Servir a Cristo não significa abandonar a alegria de viver, mas sim, começar uma jornada  plena de satisfação e felicidade.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Homenagem ao professor

Ser professor, é ser um doador de conhecimentos e experiências.
Ser professor é cultivar amizades e ser o exemplo.
Ser professor é ter amor ao ato de ensinar. É ser paciente nos esclarecimentos das dúvidas dos alunos e acreditar no potencial deles.
Ser professor é construir vidas para uma sociedade civilizada.
Ser professor é está convicto de que não é senhor da verdade, afinal o que é a verdade, é tudo tão relativo!
O professor é um construtor da formação intelectual e social de seus alunos, cada fragmento de conhecimento se integram para formar um todo, um cidadão.
O professor é um semeador, não só de conhecimentos, mas de amor, amizades e de esperança, porque ele acredita naquilo que faz e nos resultados da sua semeadura.
O professor é movido por uma vocação especial, impulsionado pela razão associado pela emoção que o faz se doar com um sentimento profundo de dedicação e respeito capazes de marcar a vida de seus alunos.
Em algum momento na vida, quando reencontra um de seus alunos é reconhecido com alegria e entusiasmo. Esse reconhecimento tem um valor impagável que nos enche de orgulho de ser educador.
O professor é um conquistador de almas, um lutador que enfrenta as adversidades provenientes da falta de políticas educacionais que valorizem a profissão, mas não lhe tiram os sonhos e nem roubam a esperança.
O professor é possuidor de potencialidades que lhe faz ir em busca da sua auto-realização e no fim da carreira pode afirmar: "combati o bom combate da minha vocação".
Esse é o valor de ser PROFESSOR!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Só Deus

Só Deus!
Só Deus pode criar, mas você pode valorizar o que ele criou.
Só Deus pode dar a vida, mas você pode conservá-la e respeitá-la.
Só Deus pode dar a paz, mas você pode dar e semear a união.
Só Deus pode dar a força, mas você pode amparar os seus irmãos.
Só Deus pode dar a esperança, mas você pode restituir a confiança ao próximo.
Só Deus pode dar o amor, mas você pode ensinar a amar.
Só Deus pode dar a alegria, mas você pode sorrir para todos.
Só Deus pode fazer milagres, mas você pode fazer o sacrifício.
Só Deus é a vida, mas você pode dar aos outros, a alegria de viver.
Só Deus pode fazer o impossível, mas você pode fazer tudo o que está ao seu alcance.
Só Deus basta a si mesmo, mas ele prefere contar com você.

(autor desconhecido) 

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Quem é Jesus, a luz da Bíblia.

Quem é Jesus? A Bíblia, através dos evangelhos nos mostra quem é Jesus e pela fé, cremos quem Ele verdadeiramente é.
Jesus é o Filho de Deus;
O Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo;
O Messias (isto é, o Cristo);
O Filho do homem;
A luz que veio ao mundo;
O Pão da Vida;
O caminho, a verdade e a vida;
O bom pastor;
A porta, quem entrar nela será salvo;
A ressurreição e a vida;
Jesus e Deus(o Pai) são um só, logo Deus é amor;
Jesus é a videira verdadeira;
O leão da tribo de Judá;
O Rei dos Reis e Senhor dos Senhores;
A testemunha fiel, o primogênito dentre os mortos e soberano dos reis da terra;
o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim;
O que é, o que era e o que há de vir, o Todo-poderoso;
O que esteve morto, mas agora está vivo para todo o sempre;
A Raiz e o Descendente de Davi e a resplandecente Estrela da Manhã;
EU SOU

sábado, 9 de outubro de 2010

Artigo publicado na Cogitare Enfermagem

Foi publicado recentemente um artigo nosso com a participação de Francilene Jane, ex-bolsita do PIBIC e o Profº Dr. César Cavalcanti da Silva, na Revista Cogitare da UFRN. O artigo tem como título: Caracterização de professores e estudantes de enfermagem em João |Pessoa - Paraíba. O objetivo do estudo é descrever o perfil socioeconômico de professores de Instituições de Ensino Superior em Enfermagem em João Pessoa-PB e quantificar, entre esses, portadores de necessidades especiais. Trata-se de um estudo exploratório descritivo quantitativo. Para a coleta dos dados utilizou-se um questionário estruturado. O programa SPSS para Windows foi utilizado na estatística descritiva. Participaram da pesquisa 264 estudantes e 25 professores, dos quais 49 estudantes e 6 professores apresentaram algum tipo de necessidade especial. Embora em pequena porcentagem nas instituições pesquisadas, ações são relevantes para fornecer aparato especial no sentido de suprir as necessidades dessa clientela.
Confira no site: http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs2/index.php/cogitare/article/view/18892

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Viver e conviver com problemas

Você está enfrentando algum problema? Já fez de tudo para resolvê-lo, mas ainda não encontrou a solução? Sua vida é um problema? Todos nós enfrentamos problemas em algum momento da nossa vida. Quem diz que não tem problema na vida, já morreu e ainda não percebeu. Jesus disse; "no mundo tereis tribulações (problemas), mas tende bom ânimo, eu venci o mundo" Jo 16:33.
O fato de enfrentarmos problemas é algo natural, faz parte da nossa existência, todavia devemos enfrentá-lo com disposição, ou seja, com "bom ânimo". Se nos mostrarmos fraco no dia da angústia, a nossa força será pequena.
Por isso meu irmão, mesmo não gostando das lutas e aflições, não devemos perder de vista o nosso foco, a vitória, pois em Cristo Jesus somos mais que vencedores. O Senhor Jesus enfrentou problemas, mas venceu, razão pela qual devemos confiar que também venceremos. Embora sabemos que as vezes a luta parece muito difícil e chegamos ao ponto de desistir de tudo, no entanto, a palavra de Deus nos ensina que o Senhor está ao nosso lado e que nos ajudará a alcançar a vitória desejada, mesmo que aparentemente soframos uma derrota, podemos afirmar pela fé que todas as coisas cooperam para o nosso bem.
Portanto, estejamos certos de que os problemas estarão sempre diante de nós em determinado momento da nossa vida, mas eles são momentâneos. A palavra de Deus nos ensina que o choro pode durar toda a noite, mas a alegria vem pela manhã, ou seja, tudo é temporário nesse mundo em que vivemos.
Os problemas passarão, novos problemas surgirão. É o ciclo da vida que faz sentido viver. Tropeçamos aqui, nos levantamos e seguimos o nosso caminho de conquistas. Não importa qual seja a situação, nunca estamos sós, o Senhor nosso Deus está conosco todos os dias da nossa existência, nos ajudando, nos livrando, nos mostrando o caminho e nos a levantando quando caímos, porque para Deus não importa quantas vezes caímos, o que importa é quantas vezes queremos nos levantar e Ele está a nos dizer: "Parabéns, filho meu, você conseguiu!".
Sem luta, não há vencedor. Imagine como seria monótona sua vida se nada acontecesse para lhe incitar a lutar, a enfrentar os problemas, para  lhe aprimorar e desenvolver sua maturidade humana e espiritual. São os desafios a cada dia que faz da nossa vida algo empolgante. Assim, os problemas são exercícios que Deus coloca ou permite que surja em nosso caminho para praticarmos a nossa coragem e ousadia, a fé e a determinação, a alegria de ver o obstáculo superado e a felicidade de ver o sol brilhar com toda intensidade, após uma grande tempestade.
Você entende porque está enfrentando problemas? Eu não entendo, mas creio que é para um propósito estabelecido por Deus para nosso crescimento. Não desanime! Siga em frente! Em Cristo Jesus já temos a vitória assegurada.

domingo, 3 de outubro de 2010

Eleições 2010

O Brasil vive hoje um momento especial de exercício pleno da democracia. A escolha de candidatos para os cargos de presidente, governador, senador, deputado federal e estadual estão a disposição do eleitor que devem digitar na urna eletrônica a sua opção com consciência política.
Muitos são os candidatos que concorrem nessas eleições, mas poucos são os que têm a "ficha limpa". Infelizmente, existem candidatos que apresentam um passado comprometido com situações de corrupções, os quais alguns estão sob jus na perspectiva de, se eleito não poder assumir o cargo conquistado no voto.
De tanto se falar de ficha suja, andando pela cidade, verificamos que ela está muito suja, cheia de papel "santinhos", espalhados por todas as principais ruas e em locais onde se encontram as seções eleitorais. É uma demonstração da falta de bom senso e sensibilidade para com o bem estar da cidade e, porque não dizer, um desrespeito ao eleitor.
No panorama político nacional, as pesquisas apontam para uma eleição de presidente no primeiro turno, salvo se as margens de segurança das pesquisas prevalecerem, aí sim, poderemos ter segundo turno. Se não houver surpresa, os dois candidatos, o do PT e do PSDB, se enfrentarão num eventual 2º turno. Mas, há alguma diferença entre eles? No recente debate promovido pela TV Globo não me pareceu que os referidos candidatos tenham propostas divergentes, pelo contrário, há uma grande possibilidade de continuísmo na política econômica, tributária, partidária, estruturalista, previdenciária, sanitária e educacional. 
Todavia, a grande preocupação que se percebe será em relação a composição de cada governo, em especial, a gestão do PT, se vencer as eleições. Esperamos que, na possibilidade do segundo turno, possamos ter debates mais objetivos e profundos sobre os programas de cada candidato.
Portanto, agora é só torcer para que tudo transcorra em paz e aguardemos o resultado com grande expectativa.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Alegrai-vos no Senhor


A alegria é uma dádiva na vida do cristão. A Bíblia nos exalta a alegrar-se no Senhor. No entanto, muitos pensam que ser cristão é viver uma vida sem motivação, preso as regras e disciplinas impostas  pelas lideranças religiosas. Aliás, isto é o que chamamos de religiosidade que cerceia o nosso estilo de vida e aniquila o espírito.
Ser cristão é estar liberto da opressão e da tristeza, porque em Cristo passamos a ter uma nova vida, plena de alegria e felicidade, cheia de vitórias e contentamento. A esperança do cristão não está no presente século, mas firmada na Rocha Eterna que é o Senhor Jesus.
Obviamente, que ninguém é tão ingênuo de pensar que ser cristão é um mar de rosas que não vai passar por momentos de tristezas e preocupações. Claro que não. Mas, o cristão aprende, através da palavra de Deus, a viver contente em toda e qualquer situação. Essa alegria interior é diferente daquela produzida pelo álcool ou pelas drogas. Essa alegria é verdadeira, porque o cristão é a imagem e semelhança de Deus, se alegra com os que se alegram e chora com os que chora. O cristão tem emoções e sentimentos, mas além de tudo isso, habita no seu interior o Espírito Santo para todo aquele que Nele crê. 
A alegria do Senhor nos faz ter esperança; a alegria do Senhor fortalece a nossa fé; a alegria do Senhor nos enche de confiança; a alegria do Senhor nos dá a certeza de que não estamos sós, de que Ele cuida de nós e nos revigora. 
Essa alegria nos motiva a servir ao Senhor com contentamento, seguir o seu caminho e nunca nos desviarmos  Dele. Mas, se durante essa jornada sofrermos um queda ou desvio de conduta, o Senhor é fiel e justo para nos perdoar e restaurar em nós, a alegria da nossa salvação em Cristo Jesus. 
Por essa razão, o apóstolo Paulo escrevendo aos Filipenses disse: alegrem-se sempre no Senhor. Outra vez vos digo - Alegrem-se! Fl 4:4. Essa alegria que Paulo nos exalta a exteriorizar  na vida cristã é a alegria da salvação. Fomos resgatados da ignorância e da morte eterna para uma nova vida, de pleno conhecimento da palavra do Senhor e de vida eterna. 
Esse resgate é incomparável e impagável. Temos vida abundante em Cristo, por isso estamos alegres. Sirvamos ao Senhor com alegria e nos apresentemos a Ele com cânticos e louvores, porque Ele é bom e comece a caminhar na plenitude da completa felicidade.  

domingo, 12 de setembro de 2010

Onde está sua motivação?


Muito se tem falado a cerca da motivação, há alguns mitos e há muitas verdades. Mas, o fato é que toda empresa gosta de contar com pessoas extremamente motivadas e comprometidas com a organização. Evidentemente, que esse desejo corporativo está vinculado a necessidade de sobrevivência e competitividade do mercado que está cada vez mais acirrada. Por essa razão, muitas organizações têm investido pesado na criação de programas motivacionais, mas que nem sempre produzem resultados satisfatório. Então, onde está o foco do problema? 
É preciso compreender a diferença entre motivação e estimulação. Não se conseguem estímulos positivos que despertem a motivação pessoal promovendo ações eventuais.  Os estímulos estão voltados para ações de efeito imediato, como por exemplo, receber um bom salário, obter benefícios. Isso não é motivação. Apesar de ser muito bom que gera satisfação. No entanto, não motiva. A motivação é algo mais profundo que está no interior da pessoa. O indivíduo é motivado quando realiza suas tarefas com prazer. Se você decidir que o seu dia será bom, que o tempo gasto no ambiente de trabalho será bom, então significa que existe motivação. O estímulo pode ou não refletir na motivação, mas o indivíduo só ficará motivado se quiser, se gostar do que faz, se tiver AMOR ao seu trabalho.
O motivado sente prazer em realizar suas tarefas. Todavia, não se pode desprezar os estímulos, pois eles são elementos que cultivam o estado motivacional, a saber: o reconhecimento ou valorização, delegação de tarefas de alta complexidade, plano de carreira, oportunidade de crescimento, remuneração, entre outras.
Portanto, a motivação é interna, é pessoal e está relacionada ao que a pessoa necessita, prioriza e valoriza. Assim, quanto mais os gestores promoverem esses fatores e o trabalhador sentir isso, tanto  mais ele será motivado. Esse é um terreno fértil que se precisa investir, especialmente, no serviço público de saúde.
Esses fatores, a qual me refiro são necessidades intrínsecas que, quando satisfeitas causam impacto intrínseco, ou seja, maior motivação, com os resultados que interessam a organização como produtividade, ambiente de trabalho com clima positivo, orgulho de pertencer a organização, maior comprometimento, lealdade, baixo absenteísmo, turnover em queda, clientes satisfeitos, entre tantos outros que ficam difíceis de enumerá-las.
Então, onde está sua motivação?

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Esforça-te!

" Esforça-te e tende bom ânimo!"
Foram estas as palavras de Deus para Josué, quando assumiu a liderança do povo de Israel em direção a terra de Canaã. Para conquistar e ser um vencedor é preciso coragem e ousadia em busca de seus propósitos. Sua determinação lhe concede a motivação necessária para a vitória. Deus está a nos dizer: "esforça-te e tende bom ânimo". Isso é algo que Deus não faz para nós. Precisamos nos esforçar e encher nosso coração de motivação para olhar o nosso alvo e alcançá-lo. Portanto, sonhe e persevere até a sua realização. Olhe para Cristo e siga em frente.
Não dê ouvidos as palavras negativas, aos invejosos, aquelas pessoas que não acreditam em seu potencial. Deus acredita em você! Ele está a lhe dizer: esforça-te! anima-te! Eu sou contigo por onde andares! Eu sou o teu Deus! Tão somente creia e verás as maravilhas que farei em tua vida. 
É verdade que as vezes nos sentimos fracassados, insignificantes, sem forças, nos falta coragem para seguir em frente, nos falta ousadia para lutar em busca dos nossos sonhos. Quando vemos as dificuldades em nosso caminho e bate aquele pessimismo nos impondo a vontade de desistir de tudo. Mas, por que agimos assim? Por que nos desanimamos com facilidade? Olhe para Jesus. Ele disse: vinde a mim vós que estás casados e oprimidos e Eu vos aliviarei.  Jesus nos alivia a carga da ansiedade, do sofrimento, da angústia. Ele nos faz descansar em pastor verdejantes, refrigera o nossa mente e nos dá paz interior. Jesus é nosso salvador e restaurador. Portanto, se cairmos temos sempre Jesus para nos levantar e nos ajudar em nossa caminhada. Não importa quantas vezes tenhamos que cair, o que importa é se queremos nos levantar para seguir em frente. Deus nunca desiste de nós! 
Temos a companhia de Jesus, por isso não devemos desistir de nossos sonhos. Somos mais do que vencedores com Cristo. Nós sempre venceremos, porque nascemos para vencer. Esforça-te e tende bom ânimo!

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Gestão do conhecimento


Neste mês de agosto concluímos o projeto PIBIC/CNPq, com a participação de uma estudante do curso de Enfermagem, na qual desenvolvemos o projeto intitulado: "Gestão do conhecimento: uma perspectiva de enfermeiros em unidade hospitalar".
Segue o resumo do relatório de pesquisa:
O presente estudo tem o objetivo de identificar o conhecimento e as habilidades necessárias para o enfermeiro exercer suas funções e analisar o conteúdo identificado e relacioná-lo com a vivência prática. Trata-se de um estudo exploratório e descritivo envolvendo dois hospitais públicos do município de João Pessoa, Paraíba, Brasil. A amostra foi composta por 105 enfermeiros, sendo 75 do hospital 1 e 30 do hospital 2. Os dados foram coletados através de um questionário constituído de três etapas: dados relacionados ao conhecimento considerado importante, as habilidades e o déficit de conhecimento. Análise foi realizada com base na ferramenta estatística e o uso de software. Concluiu-se que os enfermeiros consideram como conhecimento mais importante para desenvolver a prática profissional a: humanização, administração da qualidade, exame físico, sistematização da assistência de enfermagem, ética em saúde, educação continuada e relações humanas. As habilidades percebidas como mais importante para o exercício de suas funções foram: habilidades para tomar decisão, para lidar com pessoas, técnica, habilidade de trabalhar em equipe. Os enfermeiros possuem pouco conhecimento em relação aos temas que eles consideram mais importantes para o desenvolvimento de suas funções profissionais no ambiente de trabalho. Semelhantemente aconteceu com o conhecimento considerado menos importante para o desenvolvimento da prática de enfermagem: administração de conflitos, auditoria em enfermagem, custos e produtividade, teorias de enfermagem entre outros. Logo, o conhecimento que eles possuem foi por eles considerado como sendo pouco importantes para o desenvolvimento da prática profissional. 

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Charlie Brown

Na minha infância havia um desenho animado na televisão que gostava muito de assistir - o Snoop. O personagem que me chamava a atenção era um menino chamado Charlie Brown. 
Num dos episódios, alguém indagou: " sim, senhor, Charlie Brown. Abraão Lincoln foi um grande homem...Charlie Brown, você gostaria de ter sido Abraão Lincoln?" Ele pensou por um instante e respondeu: "Bem, eu não sei...Eu já me esforço para ser o velho Charlie Brown!"
Essa estória me faz pensar quanto tempo algumas pessoas perdem tentando ser o que não é. Procuram imitar o seu ídolo da televisão ou futebol. Sonham em ser isso ou aquilo, se expiram em personalidades que não tem nada a ver com o seu cotidiano. Não desfrutam da felicidade, porque estão firmadas em cima de um realidade falsa, nem tampouco vivem a real felicidade que Deus preparou. 
Na verdade, as pessoas parecem que nunca estão satisfeitas consigo mesma. Se temos uma vida tranquila, invejamos as pessoas que, imaginamos, têm uma vida melhor do que a nossa.  Se temos uma família abençoada, chegamos a perder o sono imaginando como seria bom se a nossa família fosse outra. 
É a complexidade da mente humana que parece nunca se conformar com aquilo que Deus tão graciosamente nos oferta. E, por causa disso, se vive uma vida insípida e vazia.
Somos filhos de Deus e devemos aprender com o apóstolo Paulo que disse: aprendi a viver contente em toda e qualquer situação. Se temos Cristo no coração, haverá vida melhor do que esta? Poderíamos ter algo mais valioso em nosso coração? Somos mais que vencedores. Nossos nomes estão escritos no Livro da Vida, assim diz sagradas escrituras. Há dádiva maior a desejar? Deus pela sua imensa Graça e Misericórdia nos preparou um lugar especial. Portanto, não estejamos anciosos por coisa alguma, murmurando, invejando, desejando coisas que não é compatível com a nossa personificação em Cristo Jesus.  
Se temos tudo de que necessitamos para uma vida de felicidade, deixemos de lado tudo aquilo que não agrada a Deus, uma vida de insatisfações e murmurações. Está na hora de começarmos a viver a vida abundante que Cristo prometeu, andando em obediência, louvor e com o coração cheio de gratidão a Deus por tudo o que somos e por tudo o que Ele nos dá. Está na hora de reconhecermos que somos o que somos, criados por Deus que nos regenerou para uma vida nova, a fim de sermos filhos Seus.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Perseverança


A perseverança é a capacidade de ir em frente suportando pacientemente o que for preciso, mas firmado na fé em Jesus Cristo. A perseverança acompanha a confiança em Deus. Em outras palavras, perseverar significa permanecer firme. Em Rm 5:3-4, o apóstolo Paulo diz que devemos nos gloriar nas tribulações, porque a tribulação produz perseverança, a perseverança produz experiência, e a experiência, esperança. 
Esse texto mostra que por detrás da perseverança há tribulações, pois elas dão início a uma sequência que renova em nós a esperança em Deus. Na verdade, o que devemos entender é que quando estamos em comunhão com Deus e as tribulações vêm sobre nossa vida, o Espírito Santo produz em nós perseverança, ou seja, somos capacitados a permanecer firmes  no Senhor em toda e qualquer circunstâncias, obviamente, se assim determinarmos em nosso coração.
Quando perseveramos na fé em meio as dificuldades ou situações difíceis(morte, desemprego ou perdas) é produzida a experiência e veremos o poder de Deus operando a nosso favor, nos dando consolo, paz, edificação, provisão e renova a nossa esperança na vitória. 
Tudo nessa vida é passageiro até mesmo a tribulação. Essa situação difícil que você está experimentando, tenha certeza que vai passar. Não temas, Deus é fiel e reservou vitória para você. Resista e persevere na fé no meio da tribulação e a esperança se renova, não desista, siga adiante no caminho.
A perseverança é uma característica dos crentes genuínos que revelam sua fé, através da confiança. Nas tribulações percebemos a necessidade de um renovado suprimento da graça e do poder de Deus. A tribulação nos leva a buscar a Deus, através da oração e esperar sempre Nele. Mas, para vivermos uma vida de perseverança é preciso aprofundar o amor que é o firme fundamento da nossa fé. 

domingo, 22 de agosto de 2010

Sede gratos


"Sejam agradecidos" Cl 3:15
Certa vez, o presidente dos Hotéis Marriott, Bill Marrriott disse: "As duas palavras mais importantes nas relações humanas são muito obrigado".
A gratidão é uma força poderosa que deve fazer parte do nosso arsenal de motivação. O apóstolo Paulo foi enfático quando escreveu a carta aos colossenses. Na verdade não somos capazes de conquistar sem ajuda de alguém. Por isso devemos sempre ser gratos a Deus e as pessoas a nossa volta, mesmos aquelas que tentam nos prejudicar, porque nos sentimos mais fortes para superar os obstáculos que nos são impostos.
Mas, como demonstrar da melhor forma possível a nossa gratidão? Algumas coisas simples podem fazer a diferença:
1. Faça como Bill Marriott, diga sempre - muito obrigado - ponha em prática no seu dia-a-dia o hábito de verbalizar o reconhecimento por alguma coisa que você recebeu de alguém no momento apropriado. Seja agradecido.
2. Reconheça o que os outros fazem por você, seja sua esposa, seus filhos, seus pais, seus amigos, enfim qualquer pessoa do seu ciclo de relacionamentos. Imagine sua vida sem a presença deles. Que tédio! Por isso, demonstre seu reconhecimento com algo inesperado, pode ser um presente, flores ou uma surpresa, mesmo que não seja uma ocasião especial.
3. Alegre-se com o sucesso das pessoas - demonstre satisfação ao ver o êxito alcançado por alguém, isso gera uma imagem positiva sobre você.
Faça da gratidão uma das suas estratégias para obter o sucesso. Tenha interesse em tratar bem as pessoas mais do que impressioná-las. Expresse gratidão a Deus, a seus familiares, aos seus amigos  e colaboradores, porque de alguma forma lhe tem ajudado a crescer e a ser feliz e produtivo.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Seja sal, não seja insosso!

"Bom é o sal; mas, se o sal degenerar, com que se há de salgar?" (Lucas 5:34). Os sais são essenciais a vida, toda matéria apresenta sais em sua composição, mesmo os alimentos que adicionamos o sal (cloreto de sódio) apresenta um pouco dessa substância.

Durante um longo tempo o sal foi considerado muito precioso para a preservação dos alimentos e foi chamado de ouro branco. Os Gregos e Romanos, utilizavam o  sal como moeda para suas compras e vendas e com este condimento os romanos eram pagos, por isso surgiu a palavra salário que deriva de sal. Foi também considerado um artigo de luxo e só os mais ricos tinham acesso a ele.
Diante da importância desse mineral, Jesus fez essa afirmação "bom é o sal". Na perspectiva do Reino de Deus, o sal representa todos os cristãos que andam em obediência a palavra de Deus, testemunham a fé e vivem a ética cristã com integridade absoluta. O cristão que é "sal", ele sente prazer em participar da obra do Senhor, de louvar e ouvir a palavra de Deus. Ele se envolve nos diversos ministérios que é a obra do Senhor e procura crescer espiritualmente, a fim de sentir o mover do Espírito Santo de Deus e se alegrar com as Suas bênçãos.
Quando de fato somos "o sal da terra" nosso trabalho, nosso envolvimento, nossa dedicação, nosso amor à obra de Deus contamina as pessoas em nossa volta. Você tem sentido que está faltando o sal espiritual para sua vida melhorar? Tenha certeza de que nada poderá alegrar sua vida, se não for temperada com o sal celestial.
Deus nos chamou para sermos "sal", seja essa pitada de sal espiritual que tornará sua vida cristã plena de gozo e alegria. Encontraremos sabor nas coisas de Deus quando formos sabor para o mundo que está ao nosso redor clamando por sal para não se deteriorar nos valores morais, sociais e espirituais. Seja sal, não seja insosso!

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

A chave para o sucesso


O sucesso é algo desejável por todas as pessoas. Mas, como alcançar a chave do sucesso? Muitos ultrapassam o limite da ética e da decência na busca do sucesso, outros sacrificam a si mesmo e seus familiares e amigos na tentativa de conquistar o status de ser bem sucedido na vida. Todavia, nenhum sucesso vale o preço que distancia o homem do amor da sua família e amigos.
O sucesso verdadeiro e sustentável consiste numa vida equilibrada, portanto algumas dicas podem ajudar a encontrar a chave do sucesso:
1. Defina suas prioridades: estabelecer prioridades no alcance de seus objetivos é o passo inicial para atingir o sucesso. Essas prioridades devem ser relacionadas com prazo de validade, curto, médio e longo. Reavalie periodicamente suas prioridades, porque a vida é dinâmica e tudo muda de forma muito rápida e as vezes é imprevisível. Mas, lembre-se tenha seu foco no trabalho, sem esquecer as pessoas que você ama.
2. Resolva um problema de cada vez: não adianta querer resolver tudo ao mesmo tempo. Seja organizado e planeje cada coisa no seu devido tempo. Aprenda a reagir aos problemas à medida que eles forem acontecendo, isso facilitará seu trabalho e lhe dará mais resolutividade.
3. Administre o tempo: tudo tem seu tempo, há tempo de trabalho, há tempo de descanso também. A cada dia, tenha momentos de tranquilidade para descansar e relaxar um pouco, a fim de reduzir a tensão e clarear as idéias. 
4. Lembre-se do seu criador: traga Deus para o seu dia-a-dia. Sempre há tempo para a meditação e a oração. Se você buscar em Deus a direção necessária para suas decisões receberá a paz de Deus e capacidade para lidar com os desafios e alcançar o sucesso.
Portanto, não permita que a ansiedade ou ambição venha estragar sua paz e você perca de vista o que é verdadeiramente importante, o sucesso com equilíbrio. 

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Lança fora toda vaidade

A vaidade é um sentimento que destrói a alma lentamente e nos distancia de Deus. A pessoa vaidosa tende a ser altiva quando alcança seus desejos, porque confia no seu próprio coração. Qual tem sido os teus desejos? O que pretendes fazer das tuas conquistas? Tudo que almejas tem a finalidade de demonstrar a tua competência e fortalecer o teu ideal de poder ou objetivas uma vida de alegria na presença de Deus a quem devemos glorificar e engrandecer?
Na verdade, devemos nos despojar de toda vaidade, orgulho, soberba ou altivez do nosso coração. A nossa dependência de Deus deve ser total, absoluta e a nossa determinação na busca das conquistas incluem o louvor a Deus e o desejo de ser uma bênção em Suas mãos, a fim de tornarmo-nos exemplo de cristãos.
As conquistas nos motivam a buscar novos desafios, mas esse caminho deve ser trilhado na simplicidade e humildade, a fim de sermos instrumento de bênção para as pessoas que estão a nossa volta e a nossa alma se encherá de paz e o nosso coração de regozijo. Quando o nosso sorriso de conquista transmitir paz e simplicidade contagiaremos a todos, o mundo em que vivemos será mais iluminado por causa da luz que há em nós.
O nosso referencial deve ser sempre Jesus Cristo. Nele não se encontrou vaidade ou orgulho, mas Jesus subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se  esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens (Fl.2:6-7).
O que você tem feito de suas conquistas? Você tem reconhecido o poder de Deus agindo em sua vida ou você acha que os méritos são todos seus? Lançai fora toda vaidade e portai-vos com sabedoria e simplicidade para Glória de Deus Pai.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Artigo publicado

Mais um artigo científico publicado na Revista Texto & Contexto em Enfermagem, intitulado Experiências dos enfermeiros com o trabalho de gestão em saúde no Estado da Paraíba, com a participação de Anne Jaquelyne Roque Barrêto, Lenilde Duarte de Sá, Cesar Cavalcanti da Silva, Sérgio Ribeiro dos Santos, Gisetti Corina Gomes Brandão. O estudo teve como objetivo analisar as impressões dos enfermeiros sobre a experiência como gestor em saúde na perspectiva de reconhecer elementos fortalecedores do projeto da Reforma Sanitária. O estudo é exploratório, qualitativo e ancorado na história oral temática. Colaboraram sete enfermeiros que atuavam como gestores em municípios da Paraíba/Brasil. As informações foram analisadas conforme a técnica de análise de conteúdo. Baseados em suas experiências, os colaboradores reconheceram a Estratégia Saúde da Família como reorganizadora da atenção básica e como locus de aprendizagem para a gestão. Também citaram como desafios o despreparo dos trabalhadores para a gestão em saúde e a falta de autonomia financeira, problemas que impactam negativamente as metas instituídas no Pacto de Gestão e retardam o processo da Reforma Sanitária. Os enfermeiros, embora tenham recebido em sua formação conhecimentos na linha taylorista, mostram-se sensíveis ao planejamento de ações sob conceitos como vigilância em saúde, revelando potencial para mudanças.
Texto Contexto Enferm, Florianópolis, 2010 Abr-Jun; 19(2): 300-8.
Visite o site abaixo:
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid=0104-070720100002&lng=pt&nrm=iso

terça-feira, 13 de julho de 2010

Uma obra de excelência


Mais um lançamento da Editora Phorte de autoria de William Malagutti e Sonia Maria Resende Camargo de Miranda, trata-se do livro intitulado Os caminhos da Enfermagem: de Florence à globalização.
Uma abordagem riquíssima com vários autores dissertando temas relevantes da história da enfermagem até a modernidade de nossos dias. Na oportunidade participei escrevendo um capítulo sobre informática e informação.
 

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Informática em Enfermagem


Publicado no último número da Revista de Enfermagem da USP o artigo intitulado: Informática em enfermagem: desenvolvimento de software livre com aplicação assistencial e gerencial
O presente estudo teve como objetivo desenvolver um sistema de informação em enfermagem com aplicação na assistência de enfermagem e no gerenciamento do serviço. O SisEnf - Sistema de Informação em Enfermagem - é um software livre composto pelo módulo assistencial de enfermagem: histórico, exame clínico e plano de cuidados; o módulo gerencial compõe-se de: escala de serviço, gestão de pessoal, indicadores hospitalares e outros elementos. O sistema foi implementado na Clínica Médica do Hospital Universitário Lauro Wanderley, da Universidade Federal da Paraíba. Tendo em vista a necessidade de aproximação entre usuário e desenvolvedor, e a constante mudança de requisitos funcionais durante o processo iterativo, foi adotado o método do processo unificado. O SisEnf foi desenvolvido sobre plataforma WEB e com emprego de software livre. Portanto, o trabalho desenvolvido procurou auxiliar o processo de trabalho da enfermagem que agora terá oportunidade de incorporar a tecnologia da informação na sua rotina de trabalho.

Rev. esc. enferm. USP vol.44 no.2 São Paulo June 2010.

Confira o artigo na íntegra pelo site:

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Sistematização da Assistência de Enfermagem


Leiam o artigo completo publicado na Revista de Enfermagem UFPE On Line que trata da Sistematização da Assistência de Enfermagem, através do site:
http://www.ufpe.br/revistaenfermagem/index.php/revista/issue/current
Segue abaixo o resumo:
Objetivo: desenvolver uma reflexão crítica acerca da sistematização da assistência de enfermagem como um processo de trabalho da enfermagem. Método: revisão sistemática da literatura, realizada nas bases de dados "on line" BDENF (Base de dados de Enfermagem) e SciELO (Scientific Electronic Library Online), utilizando os seguintes descritores: cuidados de enfermagem, processos de enfermagem, planejamento de assistência ao paciente e prática profissional. Foram selecionados artigos que preenchiam os seguintes critérios: ter sido realizado no Brasil, conter o descritor no título e ter sido publicado nos últimos 10 anos. Um total de 23 artigos foram selecionados e analisados. Resultados: a sistematização da assistência de enfermagem por ser uma metodologia utilizada para estabelecer as prioridades assistenciais, o planejamento das ações e criar registros de intervenções que devem ser implementadas, tendo como foco o indivíduo em sua totalidade e respeito às suas particularidades. Compreende-se que há necessidade de aprofundamento teórico e prático da viabilidade operacional no contexto hospitalar e sensibilização dos gestores e enfermeiros assistenciais diante da importância da sistematização para o indivíduo, a organização hospitalar e a comunidade. Conclusão: um bom gerenciamento associado ao processo educativo é a ferramenta fundamental no processo de instalação de forma sustentável da sistematização da assistência de enfermagem.
Autores: Ana Lúcia Medeiros, Rogéria Moreira Abrantes, Sérgio Ribeiro Santos, Maria Miriam Lima da Nóbrega.

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Os pilares da gestão de pessoal

Quando pensamos em gestão de pessoas, logo vem a mente o seguinte questionamento: o que fazer para gerenciar com o máximo de satisfação? Se alguém responder que a liderança é o fator principal para promover a satisfação, eu diria que a solução não se encontra isolada. É verdade que o gestor de pessoal é uma ponta fundamental no sucesso para qualquer organização e que a sua liderança é indispensável, pois sem um bom líder não há como levar as pessoas a produzirem com satisfação.
Todavia, acreditamos que os três pilares de sustentação da gestão de pessoal: motivação, reconhecimento e recompensa, são capazes de tornar um simples evento em sucesso pleno. Sabemos que o ser humano é impulsionado por estímulos e a motivação é o fundamento que faz gerar a produção individual. Sem motivação não se produz nada ou se produz pouco. Mas, como impulsionar a motivação das pessoas? Nessa situação cabe ao gestor exercer sua liderança, conhecer sua equipe, dar credibilidade e incorporar alma as ações, associando a isso ao único estímulo que dispõe que é o salário do trabalhador, o qual consideramos como estímulo extrínseco, complementar e indispensável.  
A questão é comprometer as pessoas com aquilo que fazem e reconhecer o seu valor para a organização, ao invés de somente fazer cobranças e impor punições. É necessário estimular o empenho e a produção com reconhecimento e recompensa. O que custa reconhecer o trabalho desenvolvido por alguém que superou suas expectativas. Isso se faz sem gerar custos à organização. Um aperto de mãos, uma salva de palmas, uma homenagem, uma nota no jornal interno, isso custa quanto para a organização? Nada, mas significa muito em termos de satisfação e valorização do trabalho.
O gestor de pessoal precisa ser ousado e buscar internamente o comprometimento das pessoas com o trabalho, através dos pilares da motivação, reconhecimento e da recompensa.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Os cuidados de Deus

Bom é confiar em Deus, do que esperar no homem, bom é estar em paz mesmo que as circunstâncias nos pareçam adversas. Na realidade, quando entregamos nossa vida a Deus passamos a descansar em suas promessas, pois temos a certeza de que todas as coisas cooperam para o nosso bem. 
É uma grande bênção andar na presença do Senhor. Quando isso acontece nos sentimos seguros em Sua mão poderosa. Ficamos tranquilos, assim como os montes de Sião que não se abalam, dez mil podem cair ao nosso lado, mas não seremos afligidos, porque nada acontecerá sem a permissão de Deus para nossa vida. Seja qual for a circunstância, o nosso coração permanecerá confiante e em paz, pois o Senhor, nosso Deus está conosco. Ele prometeu que nunca nos deixará e que ninguém nos arrebataria de sua poderosa mão. Verdadeiramente, Ele cuida de nós. 
Confie no Senhor, entregue sua vida pela fé, Deus te ama do jeito que você é. Ele pode escrever uma nova história de vida para você. Quando colocamos nossa vida nas mãos de Deus, estamos certos que teremos Seu cuidado e proteção.  Tudo que nos envolve, nossos filhos, esposa(o), familiares, amigos, nossos bens, tudo enfim, entregue aos cuidados e proteção do Pai celestial. Ele tem sempre um propósito para nossa vida.
Com Deus sempre experimentaremos momentos de refrigério, mesmo diante das aflições, mas Nele podemos confiar, pois Ele renova nossas forças e cuida de nós. As tristezas serão banidas, as incertezas não encontrarão lugar em nossa mente, a depressão sairá, o medo fugirá de nós e a paz e alegria do Senhor encherão nossa vida abundantemente.
Vida sob cuidados e proteção de Deus é certeza de felicidade e vitória. 

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Vida excelente

A nossa vida é o retrato do que somos e daquilo que falamos. O nosso exemplo, quer queira ou não, é capaz de influenciar as pessoas ao nosso redor. As nossas atitudes podem transmitir vida eterna com Deus ou sem Ele. A Bíblia nos mostra que Noé era homem justo e íntegro entre os seus contemporâneos, ou seja, no meio de sua geração que, era muito corrupta. Mas, o testemunho de Noé não foi capaz de influenciar o seu povo, porém Noé achou graça diante de Deus.
Não importa o que as pessoas falam ou deixem de falar, o que importa é agradar a Deus. A nossa vida deve ser luz para o mundo e essa luz não pode se apagar pela falta de testemunho. A vida de Noé era uma pregação constante, embora não fosse ouvido pelas pessoas, mas no meio da falta de fé e da maldade dos homens, Noé chamou a atenção de Deus.
Assim também deve ser nossa vida, uma pregação permanente do nosso testemunho de fé, através dos princípios e valores da ética cristã que devem permear nossa conduta.  Quando Jesus Cristo é o principal tema de nosso viver diário, não importa o que possa acontecer, se as pessoas vão nos tratar com indiferença ou nos colocar à margem, se vão nos perseguir ou não, é preferível sofrer agindo com justiça e integridade, do que se deixar coabitar pela corrupção, porque as bênçãos de Deus em nós brilhará com mais intensidade e acharemos graça diante de Deus, assim como aconteceu com Noé. 
É grande a nossa responsabilidade e precisamos nos conscientizarmos que temos algo diferente, somos filhos de Deus. Seria muito bom se, a exemplo de Noé, pudéssemos fazer a diferença no meio de nossa geração, através do testemunho de justiça, ética e integridade para que o nome de Jesus seja exaltado.
Portanto, assim como Noé andava com Deus, nós devemos também andar em temor e obediência a palavra de Deus, a fim de sermos luz, sal e acharmos Graça diante de Deus. 

domingo, 13 de junho de 2010

Fatores de satisfação no trabalho

Artigo publicado na REUOL - FATORES DE SATISFAÇÃO NO TRABALHO DOS PROFISSIONAIS NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA
Objetivo: reflexionar sobre os fatores de satisfação no trabalho entre o pessoal de saúde que atua na Estratégia Saúde da Família (ESF). Método: trata-se de um estudo de revisão de literatura, de artigos científicos nas bases de dados LILACS, SciELO, BVS e Bibliomed, assim como livros. Resultados: na ESF a qualidade dos serviços de saúde é o resultado de diferentes fatores que constituem instrumentos tanto para a definição e análises dos problemas, como para a avaliação do grau de comprometimento dos profissionais com as normas técnicas, sociais e humanas. Os principais fatores de satisfação no trabalho estão relacionados à compensação adequada, o bom relacionamento interpessoal, a valorização da produção, bem as responsabilidades e práticas da profissão. Considerações finais: se as equipes responsáveis pelas ações de saúde e os gestores trabalharem em conjunto, democratizando soluções, deixando questões políticas de lado, então haverá mudanças no programa, viabilizando-o e dando a qualidade de atendimento ao usuário e condições de trabalho ao profissional.
Revista de Enfermagem da UPFE on line. 2010, May/June; 4(spo):8-13.
Autores: Sérgio Ribeiro dos Santos e Karelline Izaltemberg Vasconcelos Rosenstock.

sábado, 5 de junho de 2010

Joga no lixo

Em nosso cotidiano vivemos com uma porção de coisas que não serve para nada e até nos acostumamos com elas. Mas, quando tomamos a decisão de fazer uma faxina em nossa casa ou escritório verificamos quantos entulhos, quinquilharias devíamos ter jogados fora, porque o lugar de lixo é na lixeira. Sábio é a pessoa que reconhece lixo quando vê e tem a coragem de livrar-se dele. Até a Microsoft pensou nessa possibilidade criou um ícone no windows chamado lixeira.
Se do ponto de vista material somos capazes de remover os entulhos e jogá-los na lixeira, será que do ponto de vista emocional também temos colocado no lixo tudo que não serve para nossa saúde mental? Ou você é daqueles que enche seu porão e não remove uma palha se quer de dentro de  si?  A decisão de jogar fora o lixo não é fácil, mas é muito importante para nosso relacionamento com Deus e a nossa saúde física e emocional. Então, o que nos falta para decidir jogá-lo fora? Pense bem, isso não serve para nada a não ser para impedir que você seja feliz. Não guarde no porão do coração mágoas, ressentimentos, ódio, avareza, ganância e outros tipos de porcarias que para nada serve. O coração foi feito para amar e não para guardar o que não presta. Essas bugigangas tiram a  nossa paz, corrompe a nossa fé, estraga a nossa alegria e nos impede de experimentarmos  a plenitude das bênçãos de Deus.
Quem vive com seu coração limpo dessa sujeira vive melhor e tem qualidade de vida física e espiritual. E se sabemos disso, por que permanecer acumulando lixo em nosso coração? Abra seu coração, deixe a luz entrar, apanhe a vassoura da atitude e livre-se imediatamente de todo lixo. Delete! Remova para lixeira! 
É tempo de renovação, de limpeza, faça uma faxina no porão do seu coração e deixe o ar puro entrar transformando o seu semblante, oxigenando suas células, dando vitalidade e vida nova. Peça a Deus que lhe ajude a jogar esse lixo para fora e passe um desinfetante santo no local onde estava armazenado todas as mazelas que lhe impedia de ser feliz.
Com um coração limpo podemos enfeitar nossa vida com amor, compreensão, louvor ao Senhor, alegria e felicidade. O nosso semblante ficará mais rejuvenescido e todos terão prazer em está ao nosso lado, porque encontrará a paz de Cristo em nós e certamente ficarão admirados com a transformação encontrada.
Jogue fora no lixo.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Seguir o líder

O termo liderança tem sido compreendido na literatura de forma equivocada e até no dia-a-dia da organização se apresenta desprovida do seu real sentido. Na realidade, o papel do líder não deve ser confundido com poder, carisma, posição hierárquica ou até mesmo autoridade. O papel do líder é mais do que isso, abrange dimensões, atividades e responsabilidades que ultrapassam o entendimento do senso-comum.
Um dos ícones da administração moderna, Peter Drucker, diz que uma das responsabilidades do líder é a criação de uma cultura em toda a organização, através do seu caráter e de seu exemplo de conduta que servem de modelo a serem seguidos por todas as pessoas de uma empresa. Isso parecer ser o legado de um líder. O que você tem feito onde exerce liderança para deixar sua marca pessoal? Qual é seu legado? A influência do líder é tão marcante que o espírito de uma organização é criado a partir de sua liderança, de forma que, para Drucher uma organização grande em espírito é composta por grandes líderes, assim como, uma empresa deficiente apresenta uma liderança precária.
Nessa perspectiva, o líder define o caminho que a organização deve seguir de forma a alcançar suas metas e objetivos. A tarefa do líder é fazer com que as organizações sejam flexíveis e versáteis capazes de funcionar mesmo na ausência de um plano perfeito, embora, plano perfeito não existe na prática. Assim, o líder deve assegurar que estratégias e planos de ação sejam executados, através da escolha de outras lideranças, o estabelecimento de uma direção a seguir e o controle das operações.
Outra característica do líder é que ele consegue que as coisas sejam feitas por meio dos outros naturalmente, sem força, nem por violência, mas com habilidade. Se isso não acontece, não está havendo liderança efetiva. O líder tem a capacidade de extrair das pessoas o mesmo tipo de comportamento que demonstram e toleram. O fato é que a atitude do líder, seja ético ou não, repercute nas pessoas que irão observar o que o líder efetivamente faz. Portanto, líder deve fazer o que é eticamente correto, se não o fizer, perderá a confiança dos seus liderados. 
Portanto, a liderança deve ser um recurso confiável para gerar resultados de excelência. As opiniões, experiências e habilidades vão fazer a diferença entre o sucesso e o fracasso. As ações de um líder devem ser pelo menos três vezes mais importantes do que o seu discurso. O líder deve mostrar compromisso com a organização e com as pessoas que lidera.
Concluo com as palavras de Peter Drucker, a tarefa da liderança não é a de mudar as pessoas, mas sim multiplicar a capacidade de desempenho do todo, utilizando-se dos pontos fortes e aspirações dos indivíduos.